Blog

Viagem para o Peru

  • Compartilhe
  • Postado em 02/05/2018
  • Por Marketing TGK
  • Visto 983 vezes
Viagem para o Peru

Uma terra de mistérios... Um universo mágico de cultura milenar escolhido por deuses. Considerado um dos mais impressionantes símbolos da América do Sul e a expressão grandiosa de uma das maiores civilizações da América antiga,

A sua viagem para o Peru impressionará com paisagens fascinantes e se destaca pelo belo conjunto de atrações naturais, históricas e culturais, além de uma gastronomia variada e irresistível! Sítios arqueológicos, praias, desertos, florestas, picos nevados e muita terra fértil. Este é um dos mais renomados destinos sagrados e completos para se conhecer e agradar a todos! A herança do Império Inca deixou marcas incríveis, assim como sua antiga capital, Cusco, e uma das ruínas mais famosas e fascinantes do mundo, Machu Picchu - a cidade perdida que se tornou uma das Sete Maravilhas e o principal ponto de atração. Porém, o país oferece muito mais! Visitar a atual capital, Lima, e sua encantadora arquitetura colonial é, sem dúvidas, imperdível. Bem como o fantástico Titicaca, o lago navegável mais alto do mundo, e a encantadora cidade branca de Arequipa, uma joia no vale do rio Chilli que estende-se aos pés do impressionante vulcão Misti e cujo centro histórico foi declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. O Peru é mesmo um país único no mundo! É inegável sua diversidade cultural e sua rica história que data de milênios atrás. Prepare-se para se deslumbrar com belezas e tradições de um passado indígena que ainda permanece presente!

Prepare as malas, sua viagem para o Peru vai reservar experiências únicas e extraordinárias!

Geografia

O Peru é um país andino que, ao norte, faz fronteira com a Colômbia e Equador, e à oeste faz fronteira com o Brasil, limitando-se com a Bolívia, Oceano Pacífico e Chile. Seu território está dividido em três grandes regiões: a costa (11% da superfície total), os Andes (27%) e a selva amazônica (62%). A costa é uma faixa desértica e o deserto do país acompanha quase toda a costa do Pacífico, que possui as águas mais ricas do mundo marinho. O mais impressionante é que o deserto peruano é considerado um dos mais secos do planeta, mais seco até que o Saara! Na região, chove mais ou menos 5 centímetros por cada metro quadrado de areia, por ano. Incrível, não?

Temperatura e Clima

O Peru tem climas para todos os gostos, graças à sua grande extensão territorial, aliada a fatores como altitude, pressão e proximidade com o oceano. Diferentemente da capital, Lima, que é litorânea e úmida, mas que praticamente não chove, em Cusco as estações são bem definidas. Para visitar os famosos sítios arqueológicos, marcar viagem entre novembro e março é um pouco arriscado, já que trata-se da estação chuvosa. A temporada seca é entre os meses de maio e setembro, com temperatura média de 10ºC e sensação de até 0ºC à noite. É importante salientar que os muitos metros de altitude em relação ao nível do mar fazem com que sintamos frio e clima seco nos Andes o ano inteiro. Desta forma, é ideal levar casacos e hidratantes para a pele, sempre. Para quem pretende conhecer o deserto peruano, prepare-se para pegar vento frio e sol de rachar, tudo na mesma viagem, sem chuvas! À beira-mar também faz um pouco de frio, especialmente à noite. Sabia que as águas do Pacífico estão entre as mais ricas que existem? Isso graças à corrente marítima Humboldt, que nasce perto da Antártida e atrai uma enorme variedade de peixes.

Idioma

O Peru é um país com uma rica diversidade linguística! Tem mais de 40 dialetos oficiais, entre línguas indígenas e o quechua, originário da região andina e do povo Inca. No entanto, o espanhol é a língua-mãe de mais de 80% dos habitantes. E os brasileiros conseguem entender muito bem, já que os peruanos falam de forma tranquila e sem muitas gírias.

Fuso horário

O fuso horário correspondente ao país inteiro é pouco significativo para nós. São menos 2 horas em relação ao horário de Brasília e, nos meses de verão, 3 horas a menos.

Eletricidade

A voltagem oficial no Peru é de 220 Volts (60 Hz), porém, hotéis de 4 e 5 estrelas normalmente contam com tomadas 110 Volts para seus hóspedes, mas é melhor se precaver! Os tipos de plugues de tomada mais usados são os A e C, de 2 pinos achatados e de 2 pinos redondos. Levar um adaptador universal é sempre uma boa pedida para suas viagens internacionais!

Dinheiro

A unidade monetária nacional é o Nuevo Sol (PEN ou S$). A maioria do comércio com foco no turismo aceita dólares, porém, os nuevos soles são necessários para realizar pagamentos de serviços básicos, como o transporte público. O Real, assim como o Dólar, pode ser trocado em casas de câmbio por todo o país. Cartões de crédito habilitados para uso internacional também sã aceitos em lojas e restaurantes. Podemos encontrar refeições do tipo ‘prato do dia’ de 5 a 10 soles. Uma viagem curta de táxi, 1 a 5 soles. Os peruanos costumam ser honestos com os trocos, porém, é sempre bom andar com poucas quantias para pequenas despesas.

Gorjetas

É comum pagar propina, ou seja, gorjeta, mas separado. O valor você escolhe. Para as corridas de táxi, é legal saber negociar. Lá não existe taxímetro!

Segurança

No país, há a criminalidade comum de cidade grande, como roubos e furtos. Nada diferente do que a maioria de nós brasileiros está acostumada. Lugar com muita frequência de turistas é sempre um chamariz para golpistas. Fique mais atento aos núcleos históricos de Lima, Cusco, Trujillo e Arequipa, e também aos centros arqueológicos como Machu Picchu. Opte também por guias oficiais em seus passeios e guarde muito bem os seus pertences! No mais, é bom lembrar que o Peru está situado numa região de risco sísmico elevado. Os tremores de terra são frequentes em todo o país, especialmente ao longo da costa e da cordilheira andina.

Compras

O artesanato peruano é milenar e é possível encontrar também peças com bom preço e ótima qualidade em prata, madeira, pedra, cerâmica e em tecidos, como é o caso da lã de Alpaca, mais macia que a da Ihama. Este virou um produto local bastante procurando em roupas, como casacos, ponchos e cachecóis.

Duty Free

Quem não gosta de fazer umas comprinhas nos Free Shops da vida que atire a primeira pedra! Sem dúvida, ter a facilidade de encontrar no mesmo lugar centenas de marcas e variedade de produtos com valores mais atrativos do que os praticados em lojas e mercados é ótimo! E isso não é diferente com a novíssima Aldeasa, em Lima, empresa que comanda a rede no Peru. Em 2016, as lojas do Aeroporto Internacional Jorge Chavéz foram reformadas, para que os clientes tenham uma experiência WorldClass (de Classe Mundial), já que Lima também é o hub para conexões de outros muitos lugares das Américas. E, caso você se esqueça de alguma lembrança, lá agora existe a área “Lembrando do Peru”. Desde uma garrafa de Pisco produzida por uma das mais distintas destilarias do país, a chocolates feitos com o famoso cacau peruano. Você encontrará também deliciosos turrones e alfajores.

Celular                                                  

Para você não levar um susto quando voltar de viagem e se assustar com a fatura da conta do celular, antes de viajar, não se esqueça de contatar a sua operadora para verificar os pacotes de dados e roaming internacionais! Uma dica que serve para qualquer viagem internacional, a menos que você não ligue pagar absurdamente caro para os serviços: esquecer que existe celular para ligações roaming e internet 3G ou 4G. Sim, usar o celular só para tirar fotos, ou ligar para o Brasil em emergências, ou pra usar o wi-fi do seu hotel. Se mesmo assim você não conseguir ficar off-line durante o dia, o melhor é comprar um SIMCARD (chip) de uma empresa local do país.

Sobre dirigir

É importante alertar que não vale muito a pena alugar carro no Peru. O trânsito é caótico e perigoso! Muito mais do que nas grandes cidades brasileiras. Os motoristas são agressivos, freiam sempre em cima da hora, não desviam e, muitas vezes, encostam seus carros nos outros, porque sempre andam colados. Os carros não param de buzinar, não respeitam motociclistas e os ônibus e caminhões não dão passagem para os carros em momento algum. É normal também ver 4 carros onde cabem apenas 2! Muitas regiões não têm postos de gasolina, sendo preciso abastecer o veículo diretamente com moradores da região. O melhor mesmo é não arriscar suas férias, mesmo que adore dirigir, não é mesmo!? Indicamos que faça um tour privado, ande de táxi e ônibus, sem estresse! Agora, se quiser muito mais aventura e adrenalina, você pode alugar um carro sem a necessidade da Permissão Internacional para Dirigir (PID), e lembre-se: no Peru você precisa praticar diariamente a direção defensiva!

Passeios

Os peruanos dizem que tudo o que existe no mundo de natureza e comida há no país. É verdade. Eles têm os Andes, neve, deserto, ruínas, um oceano riquíssimo em peixe, o único urso da América do Sul - o urso de óculos, e uma variedade enorme de pássaros. E separamos uma seleção de passeios e o que fazer em alguns dos destinos mais visitados do Peru: 

Viagem para o Peru Viagem para o Peru
Terraço no Moray Lago Titicaca


LIMA >
A capital Lima é o ponto de partida para a grande maioria dos turistas, afinal, o aeroporto internacional é o único do país com conexão direta partindo de São Paulo e outras cidades. Lima preserva a arquitetura da época colonial e fica no nível do mar, o que é ótimo para começar a viagem antes de partir para a altitude de Cusco e Vale Sagrado. Bairros elegantes, praias, monumentos e sítios históricos representam a riqueza do país. Lima também significa aventura, boa música, shoppings e galerias de arte, forte vida noturna, museus e uma paisagem urbana diferente, na qual o passado e o presente se combinam para criar uma cidade como poucas no mundo. No magnífico bairro de Midaflores, você vai encontrar bons hotéis que ficam perto de bares e restaurantes. O Centro Histórico de Lima é Declarado um Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, a região possui construções históricos e igrejas... Os que mais chamam a atenção são o Convento São Francisco, a Plaza Mayor, a Plaza San Martin, a Igreja e Convento de Santo Domingo, e a Catedral. Os museus, também, são excelentes passeios, um em especial impressiona, pois fica dentro de uma mansão do século XVII: o Museu Arqueológico Rafael Larco Herrera. Outros que valem a pena serem visitados são o Museu Nacional de Arqueologia, o Museu de Arte de Lima (MALI) e o Museu de Arte Contemporânea.

 

Passeios para sua viagem para o Peru

CUSCO > Lugar de enigmas indecifráveis, cenários naturais fascinantes, cultura exótica, gastronomia primorosa, riqueza histórica e arquitetônica, além de um patrimônio arqueológico que desafia teorias! A antiga capital e o centro do universo mágico dos incas, se tornou a meca do turismo no Peru, que além dos passeios históricos, ainda oferece uma variedade incrível de possibilidades gastronômicas, uma vez que gente de diversas partes do mundo se instalou na cidade, considerada o coração do Vale Sagrado peruano. Cusco foi o berço do Império Inca e declarada Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO, em 1983. É repleta de atrativos fascinantes e tesouros incomparáveis. O que mais chama atenção em Cusco são as muralhas e as igrejas barrocas. E as suas principais atrações foram deixadas pelos incas como, por exemplo, o grandioso Qorikancha, um templo dedicado ao Sol e que foi todo coberto de ouro. Existe também uma catedral do século 19 que tem um altar todo em prata.  As habilidades arquitetônicas dos incas é possível de ser admiradas em três ruínas: Tambomachay, Saqsaywaman e Pukapukara. A primeira é a mais alta delas e está a 3.700 metros acima do nível do mar. O templo de Saqsaywaman foi construído utilizando imensas pedras encaixadas com perfeição e deve ser visitado no fim da tarde, quando o cenário fica ainda mais belo. Já Pukapukara tem mesas de sacrifícios dentro de uma gruta e proporciona uma excelente vista de Cusco.

MACHU PICCHU > A impressionante cidade de pedra nos Andes! Com altitudes que chegam a cerca de 4 mil metros, no meio da Cordilheira dos Andes, é um dos maiores tesouros da humanidade e o maior legado dos incas para o Peru moderno. Para chegar até ela, Aguas Calientes serve como porta de entrada. Machu Picchu é rodeada de templos, terraços e canais de água, construída no topo de uma montanha. Foi daqui que grãos, como o milho e o feijão, saíram do anonimato e se tornaram essenciais para a dieta local, e hoje do mundo! Considerado uma das Sete Maravilhas do Mundo, o Parque Arqueológico de Machu Picchu é um lugar impressionante que guarda belezas únicas, história e misticismo. Para conhecê-lo, o principal tour dura em torno de 4 horas, para percorrer o trecho final de um dos caminhos mais incríveis do mundo: a Trilha Inca. A melhor hora para curtir o passeio é pela manhã. Outros pontos que vale a pena conhecer são a Praça dos Templos e o Templo Principal, formado por pedras grandiosas. O Templo do Sol e o setor da Rocha Sagrada também são lugares que merecem a visita!

LAGO TITICACA > A cidade de Puno está às margens do gigante Lago Titicaca. O trajeto mais popular entre Cusco e Puno pode ser feito de ônibus turísticos, ou também de avião de Cusco até a cidade de Juliaca e de lá pegar um táxi até Puno.

O esplendoroso Titicaca, o lago navegável mais alto do planeta, chama a atenção pela beleza natural. Localizado na fronteira do Peru e da Bolívia, esse gigantesco lago andino possui 41 ilhas povoadas. Suas águas cristalinas provêm do degelo das montanhas nevadas ao seu redor e os habitantes vivem quase que exclusivamente dos recursos do lago, que tem mais de 2 mil espécies de peixes e é refúgio muitas aves. Na ilha de Taquile, os habitantes praticam ainda a milenar arte têxtil aprendida com os incas. Vivem de pesca e da agricultura e recebem os turistas com graciosidade, vestidos com roupas típicas. A ilha Amantaní, conhecida como “Ilha do Amor”, possui os famosos templos Pachamama e Pachatata, ambos dedicados à fertilidade da terra. Já na ilha de Uros, a principal opção de passeio é alugar um barco feito de totora. Os Uros são um povo pré-colombiano que criou as ilhas flutuantes artificiais para viverem com maior segurança. As famílias, ao longo dos anos, viveram da pesca e da caça para sobreviver. E hoje têm o turismo como uma nova fonte de renda. São incríveis estes lugares!

DESERTO DE ICA > Um verdadeiro oásis que surge no deserto mais árido do mundo! Ica é a capital da província de Pisco, famosa pelo vilarejo de Huacachina. Os turistas não chegam aqui para desfrutar da sombra de suas palmeiras, todos vão para aproveitar suas gigantescas dunas com muita diversão e adrenalina! O povoado, que funciona como um pequeno refúgio para os moradores, tem se tornado um importante atrativo turístico para a região. Existem algumas empresas que oferecem passeios sobre as dunas, com a possibilidade de descer escorregando, o que eles chamam de sandboard, ou de percorrê-las de buggy. Os buggys são adaptados e transportam até 12 pessoas. Ica também serve como base para conhecer a Reserva Nacional de Paracas e as Ilhas Ballestas, formadas por um rico ecossistema onde se pode observar vida marinha abundante, como focas, pinguins, golfinhos, leões marinhos e pelicanos. E, partindo de Ica, muitos viajantes optam por também ver de perto as famosas Linhas de Nazca, que podem ser sobrevoadas para observação de seus enigmáticos desenhos. É possível avistar muitos geoglifos (figuras feitas no chão, geralmente com mais de quatro metros de extensão) que representam figuras de animais e plantas, e são distribuídos em um enorme labirinto de linhas, trapézios, triângulos, e espirais preservados por quase 2000 anos.

AREQUIPA > Conhecida como a Cidade Branca, já que grande parte de suas edificações foi construída com pedra vulcânica branca, Arequipa é cercada de atrativos para quem busca cultura, natureza e esportes. Algumas horas dali, além de uma paisagem inesquecível, está um dos destinos turísticos mais procurados da região: o Canyon del Colca, o segundo cânion mais profundo do mundo com 4150 metros, perdendo apenas para o Cotahuasi, que fica próximo. Situada no vale do rio Chili e aos pés do vulcão Misti, Arequipa foi fundada em 1540 pelos espanhóis. 

CHAN CHAN > Um dos mais preciosos sítios arqueológicos do mundo! Cercada por um muro e repleta de templos, pirâmides, palácios, tumbas e arte, esta é a mais extensa cidade de barro da América pré-colombiana. A apenas 10 minutos do centro de Trujillo, na costa do Peru, encontra-se este sítio arqueológico, considerado um dos mais interessantes do mundo e a antiga capital do poderoso reino Chimú – civilização que depois fora conquistada pelos incas. Estima-se que o local já abrigou 100 mil pessoas entre os séculos 9 e 15! Chan Chan é formada por dez cidadelas de formatos quadriculares, com pirâmides e cercadas por muros. Suas paredes são todas decoradas em alto relevo com figuras de animais e padrões geométricos. Devido ser próximo ao oceano, o povo Chimús foi fortemente influenciado pela vida marinha... Um lugar perfeito para começar a sua visita é o Palácio Tschudi, o mais belo dos diversos complexos reais restaurados na cidade. As setas pintadas indicam o caminho por um labirinto de passagens que levam a pátios cerimoniais, dependências, jardins e cemitérios reais. Não se apresse para examinar o sofisticado império que já chegou a acolher dezenas de milhares de habitantes! As ruínas dessas pequenas cidades planejadas demonstram que sua civilização atingiu um alto nível de desenvolvimento, com política e camadas sociais. Desde 1986, é considerado Patrimônio Mundial pela UNESCO. Infelizmente, com as consequências do El Niño e com o material das construções suscetível a erosões, Chan Chan também está na lista de patrimônios em perigo. Visite o Museo de Sitio de Chan Chan, onde as exposições explicam a história social e natural da cidade. O Palácio Tschudi fica a 20 minutos de caminhada do museu. Há micro-ônibus e ônibus públicos que saem regularmente do centro da cidade de Trujillo, além de tours facilmente organizados. Se não quiser andar, dá para alugar táxi para passar o dia. O local é aberto diariamente!

Culinária

Para apreciar a culinária peruana, assim como qualquer outra, é preciso entendê-la e estar aberto para conhecer a cultura e as tradições do país. A influência de imigrantes espanhóis, italianos e japoneses influenciou a gastronomia peruana, e esta é uma faceta que entra no radar turístico. A culinária local utiliza uma imensa variedade de batatas, milhos, tomates, pescados e pimentas produzidas no país para criar pratos mais elaborados e únicos, sem falar na quinoa, o grão de ouro. Esteja preparado, porque a comida típica peruana acompanha o ají, a pimenta forte deles. Para eles, o ají não é apenas um tempero, é um produto que faz parte da identidade do país. Até os conhecidos e apreciados ceviches e marinadas de pescados ganham novas versões. Tudo sempre acompanhado da saborosa bebida nacional, o pisco ou da Inca Kola, a água gasosa de cor amarela! Por causa da riqueza e da variedade dos ingredientes que existem no país, a cozinha peruana está conquistando o mundo! O Peru foi escolhido por diversas vezes como o “Melhor Destino Culinário do Mundo”, no World Travel Awards (WTA). Muitos dos melhores restaurantes do país estão em Lima. E olha só! Dentre os países da América do Sul, para se comer, o Peru é um dos mais baratos! Para se ter ideia, uma boa refeição em um restaurante de alto nível custa cerca de 30 reais.

HISTÓRIA DO PAÍS    

Oficialmente chamado de República do Peru, é um país que guarda muitos vestígios de culturas milenares que se misturam com belas cidades e uma natureza exuberante. Quem visita o Peru tem a oportunidade de mergulhar em um país rico em história, cultura e biodiversidade. Por ser conhecido pela civilização Inca, algumas curiosidades são interessantes destacar: o Império Inca teve sua origem em Cusco e, por prosperar na zona andina, seu domínio se expandiu até a Colômbia, Chile e Argentina, incluindo a Bolívia e o Equador. Os incas adoravam a terra, chamada Pachamama, e o sol, Inti, e consideravam o soberano Inca como sagrado e filho do Sol, ou seja, chefe do Estado. A cultura Inca confrontou-se com a Hispânica, ao chegarem os conquistadores espanhóis no século 16. Em 1532, Francisco Pizarro e seu exército, capturaram o Inca Atahualpa, e esse fato marcou o declínio do Império Inca. Desde o ano 2000, o Peru tem tido governos claramente democráticos e encontra-se em pleno desenvolvimento econômico.                                            

Curiosidades e dicas 

- Devido às altas altitudes da região do Andes, o ideal é descansar e evitar o esforço físico intenso nos primeiros dias. O chá de coca é uma bebida muito consumida nestes lugares e é supernormal tomá-la para melhorar do mal-estar. É bom sempre se manter hidratado! 

- Machu Picchu não fica próxima à Lima! Fazer um bate e volta entre estes dois destinos é meio impossível... Isso porque Machu Picchu fica perto da cidade de Cusco e está a 1.500 km de Lima. Pra chegar lá, o ideal é pegar um voo de Lima à Cusco de 1 hora e 20. Outra opção é ir de ônibus, porém, a viagem demora cerca de 20 horas.

- Leve seus remédios! Para dor de cabeça, fígado, dor de estômago e até diarreia. Estes são comuns de se tomar em uma viagem ao Peru. A dor de cabeça vem quando você visita lugares altos (Cusco, Huaraz, Arequipa e etc). Caso encontre uma farmácia, é recomendado entrar e pedir algo contra o mal de altura (o soroche). Uma dica de muitos viajantes: tome o remédio sempre no avião, antes de chegar ao seu destino de altitude! A dor de estômago ou enjoo podem ser efeitos secundários do mal de altura, mas também podem surgir após comer algo que não caia bem. Isso é bastante comum, porque os temperos são bem fortes e diferentes de tudo que os brasileiros estão acostumados.

A sua viagem para o Peru será inesquecível e a #tgkteleva. Consulte-nos

Olá, deixe seu comentário para Viagem para o Peru

Enviando Comentário Fechar :/

Gostou? Vamos planejar sua viagem?

Solicite orçamento personalizado