Blog

Confira as Novidades do Blog

As incríveis paisagens de Jujuy

  • Compartilhe
  • Postado em 08/04/2018
  • Por Marketing TGK
  • Visto 192 vezes
As incríveis paisagens de Jujuy

Jujuy ainda é um destino pouco conhecido pelos brasileiros. Para todos que eu comentava, sem exceção, perguntavam? Ahn? Como? Onde fica? E depois de verem as fotos, se surpreenderam.

Inclusive eu mesma, achei o lugar espetacular. Muito bonito, mas o viajante deve ir preparado para encontrar um lugar bem inóspito, um local de reflexão e paisagens incríveis, que exige um pouco de preparo físico e boas condições de saúde. Principalmente pelo fato de ser um deserto de alta altitude, que pode provocar alguns desconfortos como dores de cabeça, náuseas e falta de ar. As folhas de chás de coca, ajudam bastante e não tem nada a ver com aquela conhecida substância proibida. É utilizada desde os remotos tempos dos incas. Então, vamos a Jujuy (lê-se Rurrui).

COMO CHEGAR

Pode-se chegar por terra, existem vários turistas que chegam pela Bolívia, ou pelo Chile, mas existe a dificuldade de atravessar as fronteiras, então fomos pela forma mais simples: avião.        Saindo de São Paulo (Guarulhos), com a Aerolineas Argentinas até Buenos Aires e de lá numa conexão para San Salvador de Jujuy, capital da província. O primeiro voo com duração de aproximadamente    3h e o segundo voo com 2h15min.

Ao chegar em San Salvador de Jujuy, fomos até Purmamarca, distante 65km (aproximadamente 1hora), um dos povoados mais próximos dos passeios principais.

ONDE FICAR

Purmamarca e a região de Jujuy não possui grandes hotéis. Quando digo grandes, refiro-me ao número de quartos. Os hotéis são pequenos e boutiques, muito agradáveis, mas não pense encontrar um luxo e glamour, com lustres de cristais e detalhes em ouro.

Tudo foi construído e adaptado, preservando o local, para que não fuja do entorno. Ali o que vale é estar e se sentir na natureza, na imensidão do local. O wifi não funciona bem e alguns hotéis não possuem televisão.

 

PASSEIOS

Há vários passeios para se fazer na região, dependendo do tipo de turista e da quantidade de dias. Como fiquei apenas 2 dias, não pude fazer todos.

• Serranías del Hornocal (Quebrada de Humahuaca)

Declarada em 2.003 pela UNESCO como Patrimônio da humanidade na categoria Paisagem Natural, é uma lindíssima formação rochosa de várias cores, vermelho, amarelo, verde, marrom e branco. Parece que foi pintada à mão. Estas colorações se devem a sedimentação do calcário e minerais presentes nas montanhas. Esta formação atravessa a Argentina, pela  Quebrada de Humahuaca, o Altiplano Boliviano até chegar ao Peru, dista 25km da Cidade de Humahuaca, em estrada de pedra. A altitude é grande: 4.350m! O local é incrível. Deve-se tomar muita água pelo clima e pela altura.

• Cerimônia da Pachamama

Antes de irmos para Hornocal, paramos em Tilcara, para um delicioso almoço precedido por uma Cerimônia a Pachamama.É uma comemoração ancestral que deve ser realizada no mês de agosto, e é celebrada em todo o Noroeste da Argentina.

É um ritual de oferendas à Mãe Terra, para trazer prosperidade e agradecer tudo que a Terra nos dá. Pachamama – Pacha significa terra, mundo, cosmos e mama significa mãe, em idioma aymara e quechua (povos indígenas, com origem pré-incaica).                                                                    Muito interessante e depois de viver toda a imensidão do lugar, nada como agradecer.

• Salinas Grandes e Cuesta de Lipán

Sabe aquelas fotos com gente pulando em um chão banco que segue até o horizonte? Este é o lugar: Salinas Grandes, um salar localizado na divisa entre as províncias de Jujuy e Salta.

Chega-se a Salinas Grandes saindo de Purmamarca, por um caminho sensacional, que te  leva a mais de 4000 metros de altitude sobre o nível do mar. A parte mais espetacular é a Cuesta de Lipán, um percurso em ascensão e com várias curvas em ziguezague (se enjoar, é bom tomar um remedinho antes).

Não esqueça de levar os óculos de sol, para se proteger do brilho da luz no chão; um chapéu ou boné e o protetor solar. É importante também levar um abrigo ou casaco corta-vento. Uma experiência muito agradável é um almoço privativo na Salina. Um luxo só!

• Cerro de Los Siete Colores

Um local ótimo para tirar fotos, fazer caminhadas e passeios de bicicleta, porém exige um pouco de esforço físico.                                                                                                                      Aos pés do Cerro, um povoado bem pequeno dá o charme à paisagem.

As incríveis paisagens de Jujuy As incríveis paisagens de Jujuy
Purmamarca Salinas Grande

 

GASTRONOMIA

Achei interessante escrever um tópico à parte sobre este assunto.

Bom, eu não tenho muitos problemas com a culinária, pelo contrário adoro provar coisas novas e diferentes. A gastronomia aqui é bem semelhante a de outras regiões andinas como o Peru. Mescla um pouco da cozinha argentina também. Então tem muita empanada, carnes de vaca (com os cortes argentinos), batatas, milhos, carnes de lhama, peixes, enfim, ninguém vai passar fome. Além de uma extensa oferta de vinhos argentinos espetaculares.

 

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Documentação

Não é necessário visto, apenas passaporte válido, com pelo menos 6 meses de validade ou RG em boas condições, que tenha sido emitido há menos de 10 anos e não esteja plastificado.

Língua

O idioma oficial é o espanhol.

Moeda

Peso argentino e é bem difícil aceitarem cartões de crédito e dólares nas lojinhas, apenas nos hotéis e alguns restaurantes, então é bom fazer o cambio de moedas na chegada ao aeroporto

Melhor Época

O ano todo. Lembrando que esta região é desértica, portanto as amplitudes térmicas são grandes, seja no inverno ou no verão. Sempre leve roupas para frio e para calor.

 

Texto de Samantha Machado

 

 

Olá, deixe seu comentário para As incríveis paisagens de Jujuy

Enviando Comentário Fechar :/

Gostou? Vamos planejar sua viagem?

Solicite orçamento personalizado